Mulheres de contendas

contendas

COMPRAR

Autor: Ellen Bromfield Geld
Gênero: Romance
Formato: 16 X 23 cm
Páginas: 432
ISBN: 857509012-7
Peso: 0.6 kg.
Preço: R$44,00

Sinopse:
Ellen Bromfield Geld, filha de um dos maiores romancistas norte-americanos, Louis Bromfield, que se tornou famoso roteirista de Hollywood e conservacionista mundialmente conhecido, por suas experiências na Fazenda Malabar, volta à literatura depois de longa ausência. Ellen Geld, que vive no Brasil (é fazendeira, como o pai foi), tem obras publicadas nos Estados Unidos, França, Suécia, Alemanha e Dinamarca, entre outros países. Mulheres de Contendas é um romance que alia literatura e entretenimento, ao enfocar os conflitos humanos e sociais numa fazenda situada no Pantanal Matogrossense. Assassinatos, conflitos de terra, contrabando e paixões humanas em conflito num romance de aventura memorável.

———————————————————

Escritora americana que vive no Brasil escreve saga sobre o Pantanal

“Mulheres de Contendas” (Geração Editorial, 432 págs, R$ 44,00), é a mais interessante surpresa do meio editorial brasileiro. Sucesso absoluto nos países onde tem livros publicados, a escritora Ellen Bromfield Geld é ainda uma incógnita para os brasileiros. Quem é, afinal, essa artista tão brasileira – ainda que nascida no exterior – cujos livros fazem sucesso em mais de uma dezena de línguas, mas é ainda desconhecida para o público brasileiro? 

Para o bibliófilo José Mindlin, que a apresentou para o editor Luiz Fernando Emediato, da Geração Editorial, “a autora tem domínio da escrita e vem de uma linhagem de escritores norte-americanos”. Mindlin elogia o texto e o complexo enredo do livro, uma trama que envolve posse de terras, lutas sangrentas e personagens femininas muito fortes. E conclui: “Este livro só poderia ter sido escrito por quem adquiriu familiariedade com o que se constitui uma vida de pioneirismo, violência e paixão e defesa da tradição e bons princípios.” 

Nascida Ellen Bromfield – na Paris de 1932 e filha do famoso romancista e fazendeiro norte-americano Louis Bromfield, ganhador do Pulitzer, roteirista de Hollywood e autor de A Monção, romance de 1937 – Ellen Geld foi educada nos Estados Unidos e, seguindo os passos do pai, dedicou-se também a escrever. É autora de oito livros, quatro deles sobre o Brasil, a maioria publicados com sucesso nos Estados Unidos, Alemanha, França, Suécia, Holanda e Dinamarca, entre outros países. 

Em 1953, ela e o marido Carson Geld vieram para o Brasil tentar reproduzir em São Paulo a experiência conservacionista do pai na famosa Fazenda Malabar, de Ohio. Embora tenha estudado agronomia, foi na literatura que Ellen mais se revelou. À semelhança da escritora dinamarquesa Karen, baronesa Blixen que, com o pseudônimo Isaac Dinesen, transformou em romance (Out of Africa) sua experiência de vida em uma fazenda na África, Ellen Geld também traduziu em literatura sua vivência rural.

Embora viva no Brasil há quase 50 anos, é na Europa e nos Estados Unidos (onde acaba de sair mais um livro seu) que Ellen tem seus leitores. Os brasileiros não sabem o que estão perdendo. Ao lançar em português seu romance mais recente, a Geração Editorial quer chamar a atenção para uma romancista daquelas que quase não existem em nossa terra: alguém que sabe contar com vigor e elegância uma história cheia de vida, aventura e emoção. 

Mulheres de Contendas não é só um livro de aventuras, mas também um livro em que a mulher é o centro da vida e da ação, que transcorre na paisagem violenta e exacerbada do Pantanal brasileiro. Conflitos pela terra, tráfico de drogas, assassinatos e, pairando sobre tudo, a vida de uma plêiade de matriarcas que assumem e cuidam da fazenda como se estivessem gerindo a própria vida. O tom lembra o daquelas inesquecíveis e épicas sagas latino-americanas que descrevem a vida exaltada a fervilhar feito inflamação sobre a terra. 

Mas, atenção: Ellen foi adotada por um país latinoamericano e católico, mas é anglo-saxã. A emoção católica e latina mescla-se aqui com a racionalidade fria dos protestantes para resultar numa epopéia no decorrer da qual vão se desenhando, contra um fundo de longas luzes crepusculares, algumas personagens de enorme quilate humano. 

Temos então a inevitável Matriarca, dona Veridiana, senhora absoluta de Contendas, que assumiu a fazenda com seus pequenos dramas e grandes tragédias (como as sempre recorrentes cheias do Pantanal, em que a natureza enfurecida parece querer testar os limites de resistência dos teimosos e petulantes humanos). Sua força é replicada por outra grande personagem, sua neta Jacyra, que lhe repete as qualidades de resistência e obstinação, na luta para dominar os elementos e a natureza, e impor sua vontade – de fato, civilizadora – à geografia caótica, rebelde e selvagem, até que essas duas mulheres cumprem, de maneira emocionante, cada qual, seu épico destino. 

Ellen Geld veio dos EUA até aqui para resgatar esse nicho pouco explorado da nossa realidade como país e para servir de lição a todos os aspirantes brasileiros a romancistas – dando uma demonstração do que pode ser alcançado com a vontade de fazer, não permitindo que fossem vitoriosos os obstáculos: sequer o da linguagem. O romance foi originalmente escrito em inglês, e vertido para o português sob a supervisão estrita da autora, que fez questão de ter sua obra lançada no Brasil em boa língua portuguesa, por uma editora comprometida com a realidade brasileira e com o desbravamento de novos caminhos para a nossa literatura.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER


NOSSOS CONTATOS

Geração Editorial
Rua João Pereira, 81
Lapa - São Paulo – SP
05074-070
Telefone: +55 (11) 3256-4444
geracaoeditorial@geracaoeditorial.com.br