ADHEMAR
A fantástica história de um político populista desbocado, amado e odiado, inspirador do infame lema “rouba, mas faz”, que participou do golpe militar de 1964, foi posto de lado pelos generais e morreu exilado em Paris, depois de marcar sua época e história do Brasil.

DEUSES DO OLIMPO
Explore o universo mágico da Grécia Antiga e conheça as histórias dos personagens mais famosos da mitologia. Um livro para gente pequena e gente grande tambécm! ( + )

OS VENCEDORES
Quem ganhou, perdeu. Quem perdeu, ganhou. Cinquenta anos após o advento da ditadura de 1964, é assim que se resume a ópera daqueles anos de chumbo, sangue e lágrimas. Por ironia, os vitoriosos de ontem habitam os subúrbios da História, enquanto os derrotados de então são os vencedores de agora. ( + )

A VILA QUE DESCOBRIU O BRASIL
Um convite a conhecer mais de quatro séculos de história de Santana de Parnaíba, um município que tem muito mais a mostrar ao país. Dos personagens folclóricos, tapetes de Corpus Christi, das igrejas e mosteiros, da encenação ao ar livre da “Paixão de Cristo”. Permita que Ricardo Viveiros te conduza ao berço da nossa brasilidade. ( + )

O BRASIL PRIVATIZADO
Aloysio Biondi, um dos mais importantes jornalistas de economia que o país já teve, procurou e descobriu as muitas caixas-pretas das privatizações. E, para nosso espanto e horror, abriu uma a uma, escancarando o tamanho do esbulho que a nação sofreu. ( + )

CENTELHA
Em “Centelha”, continuação da série “Em busca de um novo mundo”, Seth vai precisar ter muita coragem não só para escapar da prisão, mas para investigar e descobrir quem é esse novo inimigo que deixa um rastro de sangue por onde passa. A saga nas estrelas continua, com muita ação de tirar o folego! ( + )

MALUCA POR VOCÊ
Famosa na cidade pelos excessos do passado, Lily terá de resistir ao charme de um policial saradão oito anos mais jovem que acaba de chegar na cidade. Prepare-se para mais um romance apimentado e divertidíssimo escrito por Rachel Gibson.. ( + )

NOS IDOS DE MARÇO
A ditadura militar na voz de 18 autores brasileiros em antologia organizada por Luiz Ruffato. Um retrato precioso daqueles dias, que ainda lançam seus raios sombrios sobre os dias atuais. ( + )





Browsing articles tagged with "Arquivos Pedofilia - Geração Editorial"
maio 18, 2012
Editora Leitura

18/05 – Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes


Fonte: Comitê Nacional de Enfrentamento – Campanha Faça Bonito

Em 1973 um crime bárbaro chocou o Brasil. Seu desfecho escandaloso seria um símbolo de toda a violência que se comete contra as crianças.

Com apenas oito anos de idade, Araceli Cabrera Sanches foi sequestrada em 18 de maio de 1973. Ela foi drogada, espancada, estuprada e morta por membros de uma tradicional família capixaba. O caso foi tomando espaço na mídia. Mesmo com o trágico aparecimento de seu corpo, desfigurado por ácido, em uma movimentada rua da cidade de Vitória (ES), poucos foram capazes de denunciar o acontecido. O silêncio da sociedade capixaba acabaria por decretar a impunidade dos criminosos.

Os acusados, Paulo Helal e Dante de Brito Michelini, eram conhecidos na cidade pelas festas que promoviam em seus apartamentos e em um lugar, na praia de Canto, chamado Jardim dos Anjos. Também era conhecida a atração que nutriam por drogar e violentar meninas durante as festas. Paulo e Dantinho, como eram mais conhecidos, lideravam um grupo de viciados que costumava percorrer os colégios da cidade em busca de novas vítimas.

A capital do estado era uma cidade marcada pela impunidade e pela corrupção. Ao contrário do que se esperava, a família da menina silenciou diante do crime. Sua mãe foi acusada de fornecer a droga para pessoas influentes da região, inclusive para os próprios assassinos.

Apesar da cobertura da mídia e do especial empenho de alguns jornalistas, o caso ficou impune. Araceli só foi sepultada três anos depois. Sua morte ainda causa indignação e revolta. O dia 18 de maio foi instituído em 1998, quando cerca de 80 entidades públicas e privadas, reuniram-se na Bahia para o 1º Encontro do Ecpat no Brasil. O evento foi organizado pelo Centro de Defesa de Crianças e Adolescentes (CEDECA/BA), representante oficial do Ecpat, organização internacional que luta pelo fim da exploração sexual e comercial de crianças, pornografia e tráfico para fins sexuais, surgida na Tailândia. O encontro reuniu entidades de todo o país. Foi nessa oportunidade que surgiu a ideia de criação de um Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-Juvenil.

De autoria da então deputada federal Rita Camata (PMDB/ES) – presidente da Frente Parlamentar pela Criança e Adolescente do Congresso Nacional -, o projeto foi sancionado em maio de 2000.
Desde então, a sociedade civil em Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes promovem atividades em todo o país para conscientizar a sociedade e as autoridades sobre a gravidade da violência sexual.

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes vem manter viva a memória nacional, reafirmando a responsabilidade da sociedade brasileira em garantir os direitos de todas as suas Aracelis.

Lei 9.970 – Institui o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto-juvenil
Art. 1º. Fica instituído o dia 18 de maio como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Mais informações no site: http://www.comitenacional.org.br/

maio 14, 2012
Editora Leitura

Segredo Segredíssimo em ações contra a pedofilia

A autora do inovador e necessário livro-infantil Segredo Segredíssimo, Odívia Barros participará nesta semana de uma série de debates e palestras em virtude do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Esse retorno do primeiro livro lançado no Brasil que aborda a prevenção ao abuso sexual infantil é a prova de que ele está desempenhando o seu papel social. As prefeituras de Sorocaba, em São Paulo e Macaé, no Rio de Janeiro, vão encarar de frente o problema conhecido em nosso país e na maioria das vezes ignorado.

Na terça e quarta-feira (dias 16 e 17), a prefeitura de Macaé irá divulgar o livro Segredo Segredíssimo. “Trata-se de uma literatura infantil que instiga a criança a se proteger da violência sexual. O livro traz uma linguagem acessível e adequada e ao lê-lo, a criança imediatamente conclui sobre como evitar ou sair de uma situação de abuso”, frisou a coordenadora da campanha no município contra pedofilia, Cíntia Carla.

Em Sorocaba, a Comissão Municipal de Enfrentamento da Violência Sexual de Sorocaba e o Comitê de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, preparam atividades especiais. Neste ano, as ações seguem o slogan nacional “Faça Bonito – Proteja nossas Crianças e Adolescentes”, que tem como objetivo chamar a sociedade para assumir a responsabilidade de prevenir e enfrentar o problema no Brasil.

A escritora Odívia Barros fará a conferência “O Poder da Literatura e o Papel do Educador na Prevenção do Abuso Sexual Infantil”. O evento acontece na próxima quinta-feira, (17 de maio), com o Seminário de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes.

Na Tevê Cultura, o Jornal da Cultura leva ao ar uma série especial, em horário nobre, sobre exploração sexual de crianças e adolescentes. A reportagem será exibida em cinco edições diárias, cada uma abordando um aspecto, a partir desta segunda-feira, 14/5, às 21h10, na TV Cultura.

Dentre as matérias especiais, Odívia fechará a série com entrevista ao vivo na bancada do telejornal, na sexta-feira (19/05). Dentre os temas abordados nas reportagens estão: abuso dentro de casa – pedofilia; crime ou doença – ação de proteção, com o trabalho realizado pela Fundação Telefônica; prostituição infantil, com um trabalho realizado pela prefeitura do Guarujá e presença da escritora Odívia Barros, no estúdio do JC para conversar Maria Cristina Poli.

Mais sobre o livro Segredo Segredíssimo:

Uma história bonita e singela sobre uma realidade feia e complexa

Geração mais uma vez saiu à frente das outras editoras e lançou um livro pioneiro: uma história para crianças que as ensina a se protegerem contra abuso sexual infantil

O abuso sexual infantil é um fenômeno frequente em nosso país e pode acarretar graves consequências ao desenvolvimento normal de crianças e adolescentes vítimas dessa prática doentia. No Brasil, o assunto ainda não é suficientemente abordado, e as ações de combate e prevenção a esse mal são ainda incipientes e restritas a profissionais e familiares. Entre as crianças e os adolescentes, as ações de prevenção são quase inexistentes.

Para preencher essa lacuna é que chega às livrarias Segredo segredíssimo, da escritora baiana Odivia Barros. Se falar de temas adultos com as crianças já é complicado, falar com elas sobre temas adultos de alta gravidade, como esse, é um desafio até para educadores profissionais experientes. Pois Odivia Barros enfrentou o desafio, e o resultado é uma contribuição importantíssima para o combate ao abuso sexual de crianças. Segredo segredíssimo é uma obra que fala do problema na linguagem delas e usando imagens e situações cotidianas do mundo delas, imagens, por sinal, maravilhosamente retratadas pelas ilustrações belíssimas da consagrada artista carioca Thais Linhares.

O conto protagonizado pela menina Alice, que toma conhecimento do “segredo segredíssimo” de sua amiguinha Adriana, traz elementos muito próximos a uma situação real de abuso sexual, vivenciada por um grande número de crianças e adolescentes, e ensina alguns passos básicos na prevenção do problema, tais como reconhecer uma situação indesejada e contar para pessoas de confiança, ou seja: não guardar o segredo.

Além disso, a mensagem, transmitida pela história, de que a criança (no caso, a pequena Adriana) será apoiada e protegida após contar o segredo a seus familiares, e não recriminada ou punida, é de extrema importância para conscientizar os leitores mirins da necessidade de romper o “muro do silêncio” que ainda envolve o assunto. Sem falar que psicólogos e educadores concordam que histórias com final feliz, em que o bem vence o mal, são importantes para a formação da personalidade da criança, dotando-a de ânimo e capacidade para superar obstáculos e dificuldades no futuro.

Como diz a própria autora:

“Pensei que deveria existir um livro que contasse uma história para que eu pudesse ensinar algo sobre abuso sexual infantil à minha filha. Como esse livro não existia, resolvi escrevê-lo. E assim nasceu Segredo segredíssimo, o livro que ensina a criança a se proteger do abuso sexual infantil. O livro é também uma ferramenta útil para educadores abordarem o tema com as crianças.”

Elogiada e recomendada por educadores e psicólogos, Segredo segredíssimo é uma obra que pode ser utilizada pela família e pela escola como material excelente para facilitar a discussão do assunto com as crianças e adolescentes, e, consequentemente, tornar possível a prevenção de futuros casos de abuso sexual infantil.

_________________________________________________________

PROMOÇÃO – 18/05 Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Dê RT e concorra ao livro #segredosegredíssimo da @geracaobooks. Participe até 18/05 às 23h59. #todoscontraapedofilia. http://kingo.to/15Bs

Serão sorteados 2 exemplares. O resultado será divulgado no blog e nas redes sociais.

Siga a Geração no twitter e curta a página no facebook.

RESULTADO DO SORTEIO :

Sorteio realizado em 21/05/2012 às 09:58 por @geracaobooks, através dos usuários que retuitaram o link http://kingo.to/15Bs.

  1. @Landararock13
  2. @portodasletras

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER


NOSSOS CONTATOS

Geração Editorial
Rua João Pereira, 81
Lapa - São Paulo – SP
05074-070
Telefone: +55 (11) 3256-4444
geracaoeditorial@geracaoeditorial.com.br