Perigosas Pedaladas

Capa_Perigosas_Pedaladas_00.indd

COMPRAR

Coleção: História Agora – Vol. 14
Autor: João Villaverde
Gênero: Reportagem
Acabamento: Brochura
Formato: 15,6x23cm
Págs: 336
Peso: 460g
ISBN: 978-85-8130-369-7
Preço: R$ 49,90

E-book
ISBN: 978-85-8130-370-3
R$ 26,50

Sinopse: Neste livro altamente revelador, o jornalista João Villaverde explica, de forma clara e acessível, o que foram as “pedaladas fiscais”, como foram as disputas dentro do governo Dilma Rousseff para encerrar a crise, como essas operações foram investigadas e como, finalmente, a presidente foi destituída. O Brasil do pós-Dilma está diante de uma nova rodada de transformações. O livro alerta para o que poderia ser uma política econômica para o futuro. Em todos os momentos de grave crise, diversas reformas – sociais, políticas e até culturais – surgiram. Foi assim logo após a Revolução de 1930, após o golpe militar de 1964, mais tarde durante a “década perdida” dos anos 1980 e também após a quase falência dos bancos públicos e do próprio governo no fim dos anos 1990.
O Brasil do pós-Dilma está diante de uma nova rodada de transformações. O que sairá da implosão do acordo político e econômico do pós-Constituição de 1988? Ao dissecar as pedaladas fiscais e o papel de diferentes segmentos do governo federal (os economistas, os investigadores e os advogados). Qual será nosso futuro depois desta enorme e dramática crise? O livro de João Villaverde lança uma luz nessa escuridão.

Leia primeiro capítulo

Sobre o autor: João Villaverde é jornalista, formado pela PUC-SP e com especialização em  macroeconomia do desenvolvimento pela FGV-SP. Foi repórter do jornal Valor Econômico por cinco anos, dos quais quatro em São Paulo e um em Brasília. Na capital federal passou para o jornal O Estado de S. Paulo, onde trabalhou por quatro anos e manteve um blog com análises de temas econômicos. Venceu os prêmios de Melhor Reportagem pela Agência Estado, em 2014, e pelo Estadão, em 2015, quando também foi finalista do Prêmio Esso de Jornalismo. Passou o primeiro semestre de 2016 como pesquisador visitante na Universidade de Columbia, em Nova York.

___________________________________________________________________________

Dissecadas, as pedaladas fiscais do governo Dilma são apresentadas com
novos documentos e a revelação de bastidores do poder
 

João Villaverde, jornalista e especialista em macroeconomia, explica no livro “Perigosas Pedaladas”,
lançado agora pela Geração Editorial, o que são, o que causaram e a proporção que tomaram os repasses
do dinheiro público em atraso para bancos controlados pelo governo

O que foram de fato as “pedaladas fiscais”? Como foram descobertas? Por que resultaram na queda da presidente Dilma Rousseff, se antecessores dela haviam praticado atos similares, embora em menor magnitude? Como se comportou – inclusive com reuniões secretas de seus ministros – para tentar reagir à denúncia?

OS FATOS

Perigosas Pedaladas explica o que são as famosas pedaladas fiscais e revela novos documentos e bastidores do poder em Brasília que ainda não tinham vindo a público. O final da história todos conhecem: a presidente Dilma, reeleita em 2014, sofreu impeachment dois anos depois. Mas como essa história realmente começou? Como a equipe econômica efetivamente manipulou as contas públicas e como outras áreas do governo reagiram a isso enquanto tudo ainda era segredo? Como se desenrolou a investigação das contas públicas? Esses e outros pontos são explicados numa narrativa jornalística e cronológica.

O livro é altamente revelador. De forma clara e concisa, o autor discorre sobre a proporção que a crise fiscal tomou e o que isso causou na democracia brasileira. Entre esses processos, desvenda disputas internas do governo de Dilma Rousseff, com intuito de acabar com a crise.

Villaverde revela como foram investigadas as famosas operações durante o primeiro mandato de Dilma, incluindo encontros secretos, sem qualquer registro oficial, entre ministros do governo, antes, ainda, de o assunto ser capturado pelo mundo político e ser transformado no cabo de manobra do impeachment. Dilma e o Partido dos Trabalhadores pagaram o preço maior por um erro grave cometido por autoridades que comandavam duas áreas sensíveis e históricas: o Tesouro Nacional e o Ministério da Fazenda. Autoridades poderosas e que gozavam da confiança da presidente.

A obra – que a Geração Editorial, sempre independente, publica com grande orgulho – também traz de maneira organizada e compreensível tudo aquilo que no auge da crise do impeachment ficou embaralhado e até confuso.

O Brasil do pós-Dilma está diante de uma nova rodada de transformações. João Villaverde aponta que a economia brasileira entrou em um ciclo de recessão financeira e, ainda, alerta o que será da política econômica em um futuro próximo.

Em todos os momentos de grave crise, diversas reformas – sociais, políticas e até culturais – surgiram. Foi assim logo após a Revolução de 1930, após o golpe militar de 1964, mais tarde durante a “década perdida” dos anos 1980 e também após a quase falência dos bancos públicos e do próprio governo no fim dos anos 1990.

Nesta obra, o jornalista coloca a importância de fechar essas lacunas nas leis fiscais. O impeachment não devolveu a credibilidade da política fiscal e mostra que serão necessárias muitas reformas para que isto aconteça.

Qual será nosso futuro depois desta enorme e dramática crise? O livro de João Villaverlança uma luz nessa escuridão!

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER


NOSSOS CONTATOS

Geração Editorial
Rua João Pereira, 81
Lapa - São Paulo – SP
05074-070
Telefone: +55 (11) 3256-4444
geracaoeditorial@geracaoeditorial.com.br