O fim do império americano

fim_imperio_loja
Autor: Jan Nederveen Pieterse
Gênero: Economia e Política
Formato: 15,5×22,5 cm
Páginas: 272
ISBN: 978-85-61501-26-6
Peso: 0.25 kg.
Preço: R$ 29,00

Sinopse:
Os Estados Unidos, que passou a ser a única potência mundial depois da queda da União Soviética e do Comunismo, vive hoje sua maior crise. O país enfrenta uma guerra no Oriente Médio para garantir suas provisões de petróleo e um “crash” terrível no sistema financeiro, que acabou por abalar também as relações econômicas e financeiras mundiais. O dólar perde força, enquanto países emergentes, como a China, a Índia e o Brasil resistem. Ainda não é o fim do império americano, mas é sem dúvida o começo de seu declínio. O que vai acontecer com a queda do consumo dos americanos? Como os Estados Unidos poderão continuar gastando com suas guerras? O que acontecerá com as grandes corporações financeiras que dominavam o mercado até o final do ano passado? Jan Nederveen Pieterse, um holandês que vive desde 2001 nos Estados Unidos, faz um retrato transparente e esclarecedor da crise americana e suas repercussões na vida de cada um de nós.

——————————————————————————-
O fim do império americano
Livro provocador do sociólogo holandês Jan Nedeerveen Pieterse descreve a brutal crise econômica financeira e analisa como esses erros podem ser corrigidos. Em entrevista exclusiva, o autor afirma que a política de Obama não será suficiente para conter a crise

Eles tentam dominar a política e a imaginação do mundo há mais de um século e têm por um padrão de consumo exacerbado – entendido como insustentável para o planeta. Mas desde que o alerta acendeu-se no segundo semestre do ano passado sobre o furo na bolha imobiliária dos Estados Unidos, o cenário mudou. Milhares de pessoas naquele país estão sendo despejadas de suas casas e a classe média endividou-se de maneira acachapante. O crime aumenta a cada dia e há 2,4 milhões de presos.

Nesse ritmo, o país carrega o peso de uma dívida pública trilionária. Será o fim do império ou uma forte crise econômica com caminho de saída? É essa questão que ecoa na mente de todos, mas poucos conseguem respondê-la. Com muito estudo e pesquisa o sociólogo holandês Jan Nederveen Pieterse, que vive desde 2001 nos Estados Unidos, conseguiu reunir nesta obra (O fim dou império americano? Os Estados Unidos diante da crise, Geracao Editorial, 272 páginas, R$ 29,00) ma visão provocadora e polêmica em torno das grandes questões deste século.

Ao contrário de outros livros críticos, este não faz dos Estados Unidos o vilão número um do mundo – mas também não é magnânimo e tolerante. Primeiro, ele mostra o que são de fato os Estados Unidos: uma superpotência problemática que há 35 anos vive sob o poder conservador dos republicanos do Sul e dos interesses financeiros e do petróleo, uma das causas das guerras que buscam território a ser conquistado, por seus recursos naturais. A guerra é um negócio.

No entanto, a desigualdade e o declínio social contínuo avançam – com mais e mais apropriações de imóveis, mais crises familiares devido à falta de cobertura de saúde, um maior número de sem-tetos, de presos, de menos ingressantes nas universidades e mais desabamentos de pontes. Enquanto as grandes corporações seguem com seus lucros e o Pentágono aumenta suas verbas. O governolaissez-faire dominado pelas organizações de serviços e financeiras e pelo complexo militar prefere empurrar a nação para a guerra e a economia para o abismo.

O futuro pode ser tenebroso: bancos, fornecedores de armas e multinacionais talvez prosperem, mas o que acontecerá com o poder de compra dos americanos? Sem esse poder para movimentar a economia, quanto tempo irá durar a hegemonia americana?

Há muitos livros sendo escritos sobre os Estados Unidos, mas este se diferencia deles. Sociólogo treinado em antropologia, Pieterse adota uma perspectiva multifacetada. Ao devassar a cultura e a sociedade norte-americanas e ao destrinchar a política financeira e econômica, ele acompanha com uma visão inovadora as tendências atuais e lança luz, de forma extraordinária, sobre os problemas do presente e as perspectivas do futuro.

“Jan Nederveen Pieterse descreve de forma brilhante e atraente como os Estados Unidos têm fracassado no tratamento das questões políticas globais e, de maneira lúcida, aponta como esses erros poderiam ser corrigidos. Sua análise merece a mais ampla leitura e debate”.

Richard Falk, da Universidade de Princeton

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER


NOSSOS CONTATOS

Geração Editorial
Rua Gomes Freire, 225
Lapa - São Paulo – SP
05075-010
Telefone: (11) 3256-4444
geracaoeditorial@geracaoeditorial.com.br