Jack, o Estripador – a verdadeira história, 120 anos depois

Capa_jack
Autor: Paulo Schmidt
Gênero: Reportagem
Formato: 16×23 cm
Páginas:   240
ISBN: 978-85-61501-08-2
Peso: 0.35 kg.
Preço: R$ 39,90

 

Sinopse:
O que torna Jack mais interessante que todos os outros assassinos seriais é o fato de nunca ter sido preso e de não termos ideia de quem ele foi, nem por que cometeu seus atrozes assassinatos. Ele é uma sombra, um enorme ponto de interrogação traçado com sangue. O Estripador se transformou em lenda porque os mitos brotam das lacunas deixadas pela História. Tentar adivinhar a identidade do criminoso de Whitechapel ainda é a principal pergunta ou mistério policial da atualidade.

 

———————————————————————————

A trajetória do serial killer mais temido do mundo é esmiuçada por autor brasileiro
“Jack, o Estripador”, de Paulo Schmidt, a obra mais esclarecedora sobre o tema já escrita, contesta a norte-americana Patricia Cornwell e diz que a teoria dela é puro “lixo”

Se você acha que sabe tudo ou pelo menos alguma coisa da história de “Jack, o Estripador”, está redondamente enganado. Nem mesmo se for tão aficionado pelo tema como o paulistano Paulo Schmidt, que não mediu esforços para produzir a mais completa obra já escrita sobre o mais famoso e misterioso serial killer da História. “Jack, o Estripador – a verdadeira história, 120 anos depois”, profusamente documentada e ilustrada, vai até onde nenhum outro livro jamais ousou ir. Escrito como uma reportagem investigativa, o livro desse brasileiro vai sem dúvida surpreender.

Paulo Schmidt compra uma polêmica com a escritora norte-americana Patricia Cornwell, para quem o Estripador seria o pintor esteticista Walter Sickert. “Esta é provavelmente uma das mais absurdas de todas as teorias”, contesta Schmidt. “Mas como as pessoas pouco conhecem sobre o assunto e ela coloca o subtítulo “caso encerrado” no seu best-seller, muitos que leram esse lixo disseram “amém”. Senti que estava na hora de surgir, aqui no Brasil, uma obra que informasse os fatos às pessoas, para que elas pudessem investigar por si próprias antes de acreditar em qualquer lorota sobre o Jack”.

Seguindo a pista dos registros históricos e das teorias, até as considerações atuais, a obra foi dividida em três partes: “Os fatos”, “Os suspeitos” e “120 anos depois”. Cada capítulo é narrado de maneira concisa e detalhada, numa amarração que prende o leitor, incapaz de largar a leitura mesmo com a certeza de que o livro não esclarecerá o principal mistério: quem foi, afinal, o assassino. Para saciar a curiosidade do leitor,  ao mesmo tempo em que a estimula, Schmidt tenta responder até a mais incomum das perguntas: “Jack, o Estripador pode ter sido uma mulher?”

            O misto de lenda com a veracidade dos fatos provoca a discussão. Como toda boa história, tem lacunas, mistério e faz o leitor fechar o livro, imaginar as cenas e aguardar por mais uma descoberta, mesmo que ela possa parecer muito óbvia ou improvável. Num tom de romance, esta obra sintetiza tudo o que realmente se pode saber sobre Jack.

A recuperação do perfil das vítimas e a isenção na hora de recontar as cenas do crime são os marcos deste estudo. O que o autor propõe não é apenas apontar um culpado ou dar estereótipos ao assassino. Paulo Schmidt convida para uma apaixonante investigação, sem inventar. “Tire a sua própria conclusão”, provoca o autor.

Veja  clipe do livro no youtube:

http://www.youtube.com/watch?v=BVZy_Fj1owM

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER


NOSSOS CONTATOS

Geração Editorial
Rua João Pereira, 81
Lapa - São Paulo – SP
05074-070
Telefone: +55 (11) 3256-4444
geracaoeditorial@geracaoeditorial.com.br