Já vi esse filme

ja_vi_esse_filme
Autor: Luiz Maklouf Carvalho
Gênero: Reportagem
Formato: 16 x 23 cm
Páginas: 616
ISBN: 857509149-2
Peso: 1 kg.
Preço: R$ 64,00

Sinopse:
GANHADOR DO PRÊMIO JABUTI 2007 – Entre 1984 e 2005, o jornalista Luiz Maklouf Carvalho produziu uma centena de reportagens sobre Lula e/ou o PT para quatro veículos da mídia impressa – Jornal do Brasil, Jornal da Tarde, O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo. Este livro conta a história dessas reportagens e traz a íntegra de várias delas, entre as que mais repercutiram. São os casos do “furo” que revelou para o país a existência de uma filha de Lula, Lurian; da entrevista com o economista Paulo de Tarso Venceslau, no chamado “caso Cpem”; do empréstimo que cinco deputados federais do PT tomaram do Sindicato dos Metalúrgicos de Manaus, sob a batuta de um colega parlamentar que confessou corrupção; e da reportagem que derrubou uma parte de versão do hoje presidente da República para a compra do apartamento em que mora, em São Bernardo do Campo. Ao final da leitura, uma triste conclusão: desde sua origem, o PT já encobria irregularidades praticadas por seus dirigentes. E Lula, seu maior líder, fazia vistas grossas para tudo.

 

————————————————————————–
Reportagens e polêmicas que não agradaram Lula. Nem o PT.
Luiz Maklouf Carvalho, um dos maiores jornalistas do Brasil, conta como passou 20 anos, de 1984 a 2005, investigando fatos e irregularidades nos sindicatos da CUT, nos governos do PT, nas campanhas e na vida de Lula.

Entre 1984 e 2005, o jornalista Luiz Maklouf Carvalho produziu uma centena de reportagens sobre Lula e/ou o PT para quatro veículos da mídia impressa – Jornal do Brasil, Jornal da Tarde, O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo. Este livro conta a história dessas reportagens e traz a íntegra de várias delas, entre as que mais repercutiram. 

São os casos do “furo” que revelou para o país a existência de uma filha de Lula, Lurian; da entrevista com o economista Paulo de Tarso Venceslau, no chamado “caso Cpem”; do empréstimo que cinco deputados federais do PT tomaram do Sindicato dos Metalúrgicos de Manaus, sob a batuta de um colega parlamentar que confessou corrupção; e da reportagem que derrubou uma parte de versão do hoje presidente da República para a compra do apartamento em que mora, em São Bernardo do Campo.

Lula e o PT reagiram a essas reportagens de maneiras diversas. O episódio mais conhecido da reação da direção do PT foi o veto de Lula à presença de Maklouf no programa de entrevistas Roda Viva, da TV Cultura, às vésperas da eleição presidencial de 1988. Este outro lado também é contemplado neste livro, com as réplicas e tréplicas, para que o leitor possa tirar a sua conclusão. 
Luiz Maklouf Carvalho, 52 anos, é jornalista e bacharel em Direito. Nascido em Belém (PA), começou sua carreira na imprensa paraense, em 1974, como revisor de O Liberal. Foi repórter dos diários A Província do Pará e O Estado do Pará (Prêmio Esso Regional Norte, 1977), editor do jornal Resistência, da Sociedade Paraense dos Direitos Humanos (quatro prêmios Vladimir Herzog), e correspondente do jornal Movimento.

Radicado em São Paulo desde 1983, foi repórter especial de O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Jornal do Brasil e Folha de S. Paulo, e colaborador de diversas outras publicações. É co-autor dos livros Pedro Pomar e A Igreja dos Oprimidos, e autor de Contido a bala – A vida e a morte do advogado Paulo Fonteles, advogado de posseiros no sul do Pará, (Cejup, 1994), Mulheres que foram à luta armada (Globo, 1998, Prêmio Jabuti de Livro-Reportagem/1999), Cobras Criadas – David Nasser e o Cruzeiro (Senac, 2001), e O coronel rompe o silêncio (Objetiva, 2004). É editor do site Profissão: repórter.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER


NOSSOS CONTATOS

Geração Editorial
Rua Gomes Freire, 225
Lapa - São Paulo – SP
05075-010
Telefone: (11) 3256-4444
geracaoeditorial@geracaoeditorial.com.br