Domingo, 08 de Dezembro de 2019 | TELEVENDAS: (11) 3256-4444 Busca
INSTITUCIONAL
Quem somos
Entre em contato
Seja nosso autor
CATÁLOGO
Brasileiros
Estrangeiros
Interesse Geral
Infanto-Juvenil
Jardim dos Livros
LIVROS
Por Título
Por Autor
Lista de Preços
ACONTECE
Links
Fotos
Eventos
Leio Geração
IMPRENSA
Release
Geração na Mídia
Banco de Imagens
DOWNLOADS
E-books
Wallpaper
PONTOS DE VENDA
Livrarias/Distribuidores
Cadastro
 
Morrer em Praga, de Rozsas e Gelpi, será lançado na nova loja da Livraria da Vila, no Shopping Cidade Jardim.

Morrer em Praga é uma impressionante história real, cheia de sexo, amor, crueldade e morte

 


João Baptista Gelpi, 50 anos, era um brasileiro rico e sem rumo na vida quando resolveu viver uma grande aventura de desperdício e sexo fácil na Europa. Ali conheceu Lenka Vrsková, tcheca, 17 anos, tão frágil emocionalmente quanto ele. A fusão de dois vazios existenciais resultou numa tragédia chocante: Lenka pede para morrerem juntos, como Romeu e Julieta. Gelpi aceita, mas só ela morre. Preso e condenado, ele foi pagar seu erro numa prisão de Praga, de onde saiu para escrever sobre sua história patética, digna de um filme de terror.

 Morrer em Praga – uma trágica história de amor, lançado agora pela Geração Editorial, é um livro chocante e desesperador, em tão alto grau que sua leitura às vezes provoca desconforto – mas é impossível interromper a leitura. Gelpi – que já havia publicado um livro sobre sua vida na prisão – Pankrác EC II – Crônicas do Cárcere de Praga- foi auxiliado, neste novo livro, pela escritora Jeanette Rozsas, autora de Feito em Silêncio, Autobiografia de um crápula e Qual é mesmo o caminho de Swann.

 Amor e Morte

   João Baptista Gelpi, filho de milionário, tinha uma vida cheia de fracassos em São Paulo até que roubou quadros caros na mansão que era do pai, já morto, e foi vendê-los na Europa para ali viver como playboy sempre insatisfeito.

   Na Europa, João Baptista publica um anúncio num jornal de Londres: “Venha unir-se ao caos da minha vida louca”. Várias moças respondem, mas só Lenka, jovem e bela, é escolhida e é com ela, no frescor de seus 17 anos, que o cinquentão João Baptista passa a viver, numa experiência de prazer e angústia tão avassaladora que de repente não havia mais João nem Lenka, mas “um só ser unido pelo desespero de existir”.

   O prazer sexual, a “vida louca”, enfim, não lhes preenche as vidas vazias, aparentemente sem sentido. Na busca existencial de sua Lolita, João Baptista não previa o fim trágico. E se previsse, não sabe se teria vontade de mudá-lo, ainda que tivesse que conhecer o paraíso e o inferno. A jovem Lenka queria um filho, mas seu parceiro tinha ficado estéril. Deprimida, Lenka quer morrer e propõe um duplo suicídio. João Baptista aceita o pacto mortal, mas só ela morre. Ele é preso, julgado e condenado a 13 anos numa prisão de Praga, de onde é solto seis anos depois, por causa da saúde precária e do bom comportamento.

   Escrita a quatro mãos, na forma de romance, com a ajuda da escritora Jeanette Rozsas, Morrer em Praga é uma história de amor e pacto mortal, um suspense de tirar o fôlego, uma inquieta e desconcertante viagem à mente de um homem e sua dolorosa experiência. Tragédia e dor, sexo e delírio, sordidez e culpa. Tudo isso se mistura, enquanto o leitor vai virando as páginas, sem conseguir parar de ler.

   Até onde essa história pode levar o leitor que desde o início conhece o desfecho, mas não os motivos que a ele conduziram? “Se eu matei Lenka, só Deus sabe.” João Baptista Gelpi, que no ano 2000 publicou o livro Pankrác EC II – Crônicas do Cárcere de Praga, com a história de sua passagem pela prisão, decidiu agora contar a história inteira. Para purgar a dor, o autor-personagem teve a coragem de revisitar sua trágica história de amor. Ainda hoje, sonha com Lenka. Nas mãos de um bom diretor, Morrer em Praga dará um filme e tanto.     

Apoio:

 Secretaria de Estado da Cultura

 

 


Data/Hora do evento: 27-08-2008 - 18h30

Local:

Livraria da Vila - Shopping Cidade Jardim

Av. Magalhães de Castro, 12000
pista local da Marginal Pinheiros
Tel.: 3755-5811

 

 

Untitled Document
Warning: Creating default object from empty value in /home/geracaoeditorial/www/lancamentos_internas.php on line 17
A Bela Adormecida Acordou
Bruna Gasgon
Um livro para as mulheres modernas que querem acordar e assumir o controle de suas vidas.
Segredo Segredíssimo
Odívia Barros
A Geração mais uma vez sai na frente e lança um livro pioneiro e polêmico: uma história para crianças que as ensina a se protegerem contra o abuso sexual infantil.
Cartas Anônimas
Fernando Vita
Em Todavia, pequena cidade baiana, os habitantes trocam cartas anônimas numa trama pitoresca, picante e alucinadora que espanta e diverte.

Titília e Demonão
Paulo Rezzutti
Cartas do Imperador D. Pedro I para a Marquesa de Santos que se imaginavam perdidas foram encontradas num arquivo dos EUA e revelam aspectos inusitados da corte.
Sangue e Entranhas
Richard Hollingham
Na linha do megassucesso A assustadora história da medicina, o autor revela as mais horripilantes histórias dos pioneiros da cirurgia, e ilustrações de casos sensacionais.
Um Amor Exclusivo
Johanna Adorján
Um casal de idosos que se amavam se suicida num domingo. Por quê? Como? A neta investiga essa história real e o resultado é um romance comovente, que faz rir e chorar.
O burocrata e o presidente
Afonso Oliveira de Almeida
Burocrata e escritor talentoso que conhece como ninguém os labirintos burocráticos de Brasília nos diverte com um olhar às vezes afetuoso, às vezes crítico, sobre o governo Lula.
Um Diário para Jordan
Dana Canedy
Antes de dormir, um sargento americano fazia questão de anotar o seu dia no Iraque em um diário. Essa é a única recordação que ficou para o seu filho recém-nascido.

A Mulher dos Sapatos Vermelhos
Carlos Herculano Lopes
O Escritor mostra mais uma vez a sua criatividade e ousadia na criação literária. A obra é uma compilação de 41 crônicas, sobre os mais diversos temas.