Entre a glória e a vergonha

Memórias de um consultor de crises

entre_gloria_e_vergonha

COMPRAR

Autor: Mario Rosa
Gênero: Biografia
Acabamento: Brochura
Formato: 15,6x23cm
Págs: 462
Peso: 635g (estimativa)
ISBN: 978-85-8130-382-6
Preço: R$ 54,90

Leia o primeiro capítulo

Sinopse

Um belo dia, o especialista em aconselhar poderosos em grandes escândalos vira personagem de um escândalo rumoroso: o seu. A Polícia Federal bate à sua porta e o maior consultor e gestor de crises do país deixa sua condição de médico da reputação alheia para virar paciente da moléstia de que sempre tratou.

É como a enfermeira que sentiu a picada da agulha. O que ficou de pé da teoria do consultor quando teve de lidar na prática com os problemas dos clientes e pacientes que sempre atendeu?
Neste livro arrasador pelo que revela, Mario Rosa é obrigado a contar o que fez — para deixar claro o que não fez — pelas maiores e mais poderosas empresas do país, envolvidas na maior e mais retumbante investigação de corrupção política e empresarial da história.

Quais eram os clientes de Mario Rosa? Do escritor Paulo Coelho ao médico Roger Abdelmassih. Da seleção brasileira ao cantor Roberto Carlos. Os marqueteiros Duda Mendonça e João Santana. As empreiteiras Camargo Corrêa, Odebrecht, a Oi, a Vale, o empresário Eike Batista, presidentes da República, ministros, governadores, líderes políticos.
Em meio a isso tudo, fala de suas dores, de suas perdas, da vergonha e do ostracismo que sofreu, do fim abrupto de seu casamento, da perda de clientes e pacientes, da vida e da transformação que isso tudo lhe causou.

“Entre a glória e a vergonha” é um livro totalmente inusitado: ao falar de si mesmo, de seu calvário pessoal, ao revelar o que fez para quem o contratou, Mario Rosa desvenda os segredos do mundo dos negócios e da política, com seus valores e não valores, suas verdades e manipulações, do Olimpo ao precipício.

Sobre o autor

Brasil, Brasília, DF, 26/08/2016. Retrato do consultor Mario Rosa durante entrevista em Brasília. - Crédito:DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/Código imagem:207501

Depois de tudo que viveu, Mario Rosa mudou a forma de contar sua biografia, dando novos pesos para as experiências de sua vida. Passou a considerar suas conquistas a partir de uma métrica muito pessoal. Mario Rosa foi jurado de Miss Brasil, beijou o manto verde rosa da Estação Primeira de Mangueira vendo a porta bandeira e o mestre sala gingando em sua direção num ensaio de sábado à noite, enquanto o barracão parou para que recebesse a honraria, deu aulas e foi autor do prefácio do primeiro plano de gerenciamento de crises do Exército Brasileiro. Foi também jornalista, consultor de crises e autor de três outros livros sobre imagem e reputação, dois deles, “A era do escândalo” e “Reputação” publicados pela Geração Editorial.

_________________________________________________________________________________________

A SANGUE QUENTE

Um livro totalmente inusitado: ao falar de si mesmo, de seu calvário pessoal, ao revelar o que fez para quem o contratou, Mario Rosa desvenda os segredos do mundo dos negócios e da política, com seus valores e não valores, suas verdades e manipulações, do Olimpo ao precipício. 

Você nunca leu um livro como este.

Numa tensa manhã, na capital federal da República, o maior consultor e gestor de crises do país é acordado pela Polícia Federal e envolvido numa investigação sobre corrupção política e empresarial.

As poderosas empresas a que ele havia servido, envolvidas na maior investigação de corrupção política e empresarial da história, tinham sido obrigadas a explicar, nos autos, qual era a atividade dele como consultor. Ele se via forçado então “a dizer o que fiz como forma de entenderem o que não fiz”.

Num gesto inusitado, o consultor em apuros decide falar tudo o que vivera e sentira durante seus quase 20 anos de

atividade, como consultor e gestor das crises que haviam atingido aquelas empresas.

Começa aí o martírio de uma investigação que mudou sua vida profissional e familiar.

O que surge desse depoimento é eletrizante e revelador.

O autor não poupa nem a si mesmo ao narrar a encrenca na qual se meteu.

Num Brasil sacudido por uma espiral de escândalos jamais vista, com a opinião pública nauseada com revelações de malfeitos envolvendo líderes políticos e empresariais, este Entre a glória e a vergonha ajuda a revelar segredos e bastidores que o noticiário jamais alcança.

Mario Rosa passou a vida naquele mundo ao qual poucos têm acesso. Surge dramático, tenso, como jamais se viu, um mundo que não aparece na TV, nos sites, nos jornais e nas revistas — o mundo fechado e misterioso que ele habitou como “médico” da reputação dos poderosos aos quais serviu.

A lista de empresas e líderes, de casos e confusões em que Mario Rosa se meteu é quase um resumo da crônica

de escândalos do nosso tempo. A rigor, não há um único grande escândalo ou grande polêmica em que, de alguma

forma, ele não estivesse no meio dando algum conselho, de graça ou profissionalmente, nos últimos 20 anos.

As histórias mais chocantes relatam como empresas bilionárias conduziram complexas batalhas de opinião pública

em crises que envolviam interesses de gente grande. Não faltará adrenalina no relato de como personagens conhecidos viveram momentos de desespero, pavor e imprevisibilidade.

Estamos falando aqui de seres humanos geralmente frios e calculistas — inclusive o próprio autor. Por isso, é fascinante perceber como ele mesmo se transforma, ao longo da crise em que se meteu. O consultor frio, distante e racional descobre a emoção e se vê sem chão no meio de um terremoto no qual sua vida, seu nome e sua reputação podem ser totalmente destruídas, como se uma bala perdida o tivesse atingido em meio a seu trabalho de socorrer os outros. É a si mesmo, agora, que ele terá que socorrer.

Mario Rosa desnuda-se totalmente, fala de suas fraquezas, seus medos, sua vergonha, pede desculpas por seus excessos, revela seus rompantes, busca relativizar as regras frias dos manuais com a humanidade necessária para compreender a dor daquilo que durante anos vagamente chamou de “clientes”.

Este livro foi publicado originalmente, como um folhetim, no portal UOL, o maior do país. Nesta edição impressa, o autor inclui quatro capítulos novos, com informações inéditas e uma análise das repercussões da edição digital, que lhe serviu também para o que alguns vão considerar “manipulação” do

Google para atingir seus próprios interesses.

Com a autoridade de quem já editou dois outros livros do autor, um deles o arrebatador A era do escândalo, um sucesso editorial que virou referência nas escolas de comunicação, ouso dizer que estas memórias trazem um Mario Rosa diferente, talvez o melhor do ponto de vista autoral.

É a primeira vez que desfila seus próprios cases, que narra e descreve — ou melhor, decifra — o que vem a ser essa estranhíssima profissão que inventou para si mesmo e cujo rótulo parece um hieróglifo egípcio: consultor de crises.

Aqui ele conta o que fez e como fez. E ao contar ajuda a entender como funciona um pedaço de um mundo abstrato e longínquo chamado elite.

O depoimento de Mario Rosa foi feito a sangue quente: quase todos os mencionados ainda estão vivos. Nenhum contestou o que ele fala deles.

Boa leitura e de novo: você nunca leu um livro como este.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER


NOSSOS CONTATOS

Geração Editorial
Rua João Pereira, 81
Lapa - São Paulo – SP
05074-070
Telefone: +55 (11) 3256-4444
geracaoeditorial@geracaoeditorial.com.br