ADHEMAR
A fantástica história de um político populista desbocado, amado e odiado, inspirador do infame lema “rouba, mas faz”, que participou do golpe militar de 1964, foi posto de lado pelos generais e morreu exilado em Paris, depois de marcar sua época e história do Brasil.

DEUSES DO OLIMPO
Explore o universo mágico da Grécia Antiga e conheça as histórias dos personagens mais famosos da mitologia. Um livro para gente pequena e gente grande tambécm! ( + )

OS VENCEDORES
Quem ganhou, perdeu. Quem perdeu, ganhou. Cinquenta anos após o advento da ditadura de 1964, é assim que se resume a ópera daqueles anos de chumbo, sangue e lágrimas. Por ironia, os vitoriosos de ontem habitam os subúrbios da História, enquanto os derrotados de então são os vencedores de agora. ( + )

A VILA QUE DESCOBRIU O BRASIL
Um convite a conhecer mais de quatro séculos de história de Santana de Parnaíba, um município que tem muito mais a mostrar ao país. Dos personagens folclóricos, tapetes de Corpus Christi, das igrejas e mosteiros, da encenação ao ar livre da “Paixão de Cristo”. Permita que Ricardo Viveiros te conduza ao berço da nossa brasilidade. ( + )

O BRASIL PRIVATIZADO
Aloysio Biondi, um dos mais importantes jornalistas de economia que o país já teve, procurou e descobriu as muitas caixas-pretas das privatizações. E, para nosso espanto e horror, abriu uma a uma, escancarando o tamanho do esbulho que a nação sofreu. ( + )

CENTELHA
Em “Centelha”, continuação da série “Em busca de um novo mundo”, Seth vai precisar ter muita coragem não só para escapar da prisão, mas para investigar e descobrir quem é esse novo inimigo que deixa um rastro de sangue por onde passa. A saga nas estrelas continua, com muita ação de tirar o folego! ( + )

MALUCA POR VOCÊ
Famosa na cidade pelos excessos do passado, Lily terá de resistir ao charme de um policial saradão oito anos mais jovem que acaba de chegar na cidade. Prepare-se para mais um romance apimentado e divertidíssimo escrito por Rachel Gibson.. ( + )

NOS IDOS DE MARÇO
A ditadura militar na voz de 18 autores brasileiros em antologia organizada por Luiz Ruffato. Um retrato precioso daqueles dias, que ainda lançam seus raios sombrios sobre os dias atuais. ( + )





Browsing articles in "Sem categoria"
fev 28, 2014
admin

É Carnaval!

Não sabe o que fazer no Carnaval? Que tal abrir alas para a leitura?

Fizemos uma seleção de alguns títulos para você curtir o feriado na companhia de livros:

Romances

Jornalismo

História

Biografias

fev 27, 2014
admin

Livro CRULS já faz sucesso antes do lançamento

Cruls

O livro Cruls – Histórias e andanças do cientista que inspirou JK a fazer Brasília, do jornalista Jaime Sautchuk, já é sucesso antes mesmo do seu lançamento oficial. Um pré-lançamento fez parte da programação em homenagem a Luiz Cruls realizada na sede do Comando Militar do Planalto (CNP), no Distrito Federal, na terça-feira, 25. Mais de duzentos livros foram autografados pelo autor, na oportunidade.

O evento foi convocado pelo próprio CMP e pelo comando da 11ª Região Militar, que engloba os estados do centro-oeste e o DF e que leva o nome do cientista. E contou com o apoio da embaixada da Bélgica, do Clube dos Pioneiros, do Instituto Histórico e Geográfico do DF e da ONG Roteiro Cruls.

Na solenidade, os comandantes do CMP, general Menandro, e da RM, general Ramos, e o embaixador da Bélgica no Brasil, Josef Smets, fizeram rasgados elogios ao livro e elogiaram a iniciativa da Geração de tratar do tema quando se comemora os 120 anos de publicação do Relatório Cruls. Jaime Sautchuk agradeceu aos promotores do evento e disse que o livro tem mesmo a intenção de resgatar a memória de Cruls, que, segundo ele, “é o melhor bem belgo-brasileiro já produzido”.

A página do Exército Brasileiro na internet divulga amplamente o evento.

fev 20, 2014
admin

Menor livraria do mundo guarda 3 mil livros em 3,8 m²

size_590_livros-de-cima

Aos 32 anos, o lisboeta deixou seu trabalho como professor de Química para ganhar a vida com sua grande paixão: a literatura

Procurava um espaço maior, mas este é o único lugar que encontrei que me permitia montar uma livraria, ainda que fosse pequena”, comentou o dono do espaço

Lisboa – Com mais de três mil livros em apenas 3,8 metros quadrados, a livraria das escadas de São Cristovão, situada na popular Baixa de Lisboa, é considerada a menor do mundo.

“Não sei se é menor local do mundo que vende livros, mas em termos de oferta, qualidade e tratamento do cliente posso dizer que isto é uma livraria e, neste aspecto, acho que é a menor”, explicou o proprietário da loja, Simão Carneiro, em entrevista à Agência Efe.

Há quase uma década, Carneiro, de 41 anos, vive rodeado de milhares de livros (que ele afirma conhecer todos os títulos) escritos em idiomas como português, italiano, espanhol e inglês, e até em línguas tão distantes como o mandarim e o japonês.

Antonio Machado, Haruki Murakami, António Lobo Antunes e Fernando Pessoa são alguns dos autores que formam o variado catálogo de romances, livros de poesia, de história e de arte, entre outros estilos, que vende em sua estreita livraria.

Aos 32 anos, o lisboeta deixou seu trabalho como professor de Química para ganhar a vida com sua grande paixão: a literatura.

Para isso, ele montou a loja no único lugar que encontrou disponível na região histórica de Lisboa.

“Procurava um espaço maior, mas este é o único lugar que encontrei que me permitia montar uma livraria, ainda que fosse pequena”, comentou.

As escadinhas de São Cristovão unem o centro da capital lusa ao turístico Castelo de São Jorge, que a partir do alto de sua colina oferece uma incrível vista da cidade. Diariamente, milhares de turistas sobem as escadas decoradas com grafites coloridos que dão acesso ao castelo, e esses se transformam em potenciais clientes da acolhedora loja de Simão Carneiro.

“Os espanhóis são bons clientes, mas não gostam de ler livros em português. Já os portugueses leem literatura escrita em espanhol”, detalhou o livreiro com um sorriso no rosto.

Enquanto isso, dois jovens entraram na loja para olhar uma das estantes.

“Venho muito porque têm livros antigos que não são encontrados em livrarias públicas e, além disso, o tratamento é muito mais acolhedor do que em grandes lojas”, afirmou Ana Biçoso, uma jovem portuguesa que passeia por Lisboa com um amigo espanhol.

“É um lugar muito receptivo e curioso”, disse Ángel, que visita a capital lusa pela primeira vez com sua amiga portuguesa.

Outros turistas chegam à loja por acaso durante um passeio pela nostálgica cidade. “É muito “cool” e tem muitos livros estilo “vintage””, completou o canadense Jenny.

Os livros com a imagem do poeta luso Fernando Pessoa na capa ocupam um lugar privilegiado nas estantes da livraria, já que é o autor mais pedido pelos estrangeiros.

“Pessoa não é um poeta português, é universal. Pertence ao sul, ao norte, ao leste e ao oeste. É único”, declarou Carneiro cheio de emoção.

Ávido leitor, ele afirma ter lido milhares de livros ao longo da vida, tantos que não lembra. Mas lamenta que já não mergulhe mais entre as páginas tanto quanto antes de ser livreiro porque tem menos tempo livre.

Trabalhando na livraria, passa o dia todo rodeado de literatura e isso faz com que quando chegue a casa tenha menos vontade de desfrutar de sua paixão. E conclui recorrendo a um velho ditado: “Em casa de ferreiro, o espeto é de pau”.

Fonte: Exame

Páginas:«12345678910...24»

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER


NOSSOS CONTATOS

Geração Editorial
Rua João Pereira, 81
Lapa - São Paulo – SP
05074-070
Telefone: +55 (11) 3256-4444
geracaoeditorial@geracaoeditorial.com.br