ADHEMAR
A fantástica história de um político populista desbocado, amado e odiado, inspirador do infame lema “rouba, mas faz”, que participou do golpe militar de 1964, foi posto de lado pelos generais e morreu exilado em Paris, depois de marcar sua época e história do Brasil.

DEUSES DO OLIMPO
Explore o universo mágico da Grécia Antiga e conheça as histórias dos personagens mais famosos da mitologia. Um livro para gente pequena e gente grande tambécm! ( + )

OS VENCEDORES
Quem ganhou, perdeu. Quem perdeu, ganhou. Cinquenta anos após o advento da ditadura de 1964, é assim que se resume a ópera daqueles anos de chumbo, sangue e lágrimas. Por ironia, os vitoriosos de ontem habitam os subúrbios da História, enquanto os derrotados de então são os vencedores de agora. ( + )

A VILA QUE DESCOBRIU O BRASIL
Um convite a conhecer mais de quatro séculos de história de Santana de Parnaíba, um município que tem muito mais a mostrar ao país. Dos personagens folclóricos, tapetes de Corpus Christi, das igrejas e mosteiros, da encenação ao ar livre da “Paixão de Cristo”. Permita que Ricardo Viveiros te conduza ao berço da nossa brasilidade. ( + )

O BRASIL PRIVATIZADO
Aloysio Biondi, um dos mais importantes jornalistas de economia que o país já teve, procurou e descobriu as muitas caixas-pretas das privatizações. E, para nosso espanto e horror, abriu uma a uma, escancarando o tamanho do esbulho que a nação sofreu. ( + )

CENTELHA
Em “Centelha”, continuação da série “Em busca de um novo mundo”, Seth vai precisar ter muita coragem não só para escapar da prisão, mas para investigar e descobrir quem é esse novo inimigo que deixa um rastro de sangue por onde passa. A saga nas estrelas continua, com muita ação de tirar o folego! ( + )

MALUCA POR VOCÊ
Famosa na cidade pelos excessos do passado, Lily terá de resistir ao charme de um policial saradão oito anos mais jovem que acaba de chegar na cidade. Prepare-se para mais um romance apimentado e divertidíssimo escrito por Rachel Gibson.. ( + )

NOS IDOS DE MARÇO
A ditadura militar na voz de 18 autores brasileiros em antologia organizada por Luiz Ruffato. Um retrato precioso daqueles dias, que ainda lançam seus raios sombrios sobre os dias atuais. ( + )





Browsing articles in "Lançamentos"
jun 11, 2015
admin

Debate e lançamento do Livro Cova 312 em São Paulo no dia 18/06

O lançamento do livro Cova 312, de Daniela Arbex, em São Paulo,  será no dia 18 de junho na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, com debate entre personalidades que lutaram de alguma forma contra a ditadura militar. Na sequência haverá a sessão de autógrafos.

Os convidados para a mesa de debate, que será realizada das 15h30 até 17h, são  o ex-deputado Adriano Diogo e a militante Amelinha Teles, e contará com mediação da jornalista Laura Capriglione.

A autora foi vencedora do Prêmio Jabuti de melhor Livro-Reportagem de 2014 com seu livro Holocausto brasileiro, que já teve mais de 100 mil cópias vendidas.

Menos de dois anos depois de seu surpreendente best-seller de estreia, Holocausto  brasileiro, Daniela Arbex volta com mais um livro corajoso e revelador. Escrito como um romance, nele se conta a história real de como as Forças Armadas mataram pela tortura um jovem militante político, forjaram seu suicídio e sumiram com seu corpo. Daniela Arbex reconstitui o calvário deste jovem, de seus companheiros e de sua família até sua morte e desaparecimento. E continua investigando até descobrir seu corpo, na anônima Cova 312 que dá título ao livro. No final, uma revelação bombástica muda um capítulo da história do Brasil. Uma história apaixonante, cheia de mistério, poesia, tragédia e sofrimento.

Sobre os participantes do debate

Daniela Arbex é autora do best-seller Holocausto brasileiro, eleito o Melhor Livro-Reportagem do Ano pela Associação Paulista de Críticos de Arte (2013) e segundo melhor Livro-Reportagem no prêmio Jabuti (2014). Publicado no Brasil e em Portugal, a obra ganhará as telas da TV em 2016, no documentário produzido com exclusividade para a HBO, com exibição prevista em mais de vinte países. Daniela tem mais de vinte prêmios nacionais e internacionais no currículo, entre eles três prêmios Esso, o americano Knight International Journalism Award (2010) e o prêmio IPYS de Melhor Investigação Jornalística da América Latina (2009). Há vinte anos trabalha no jornal Tribuna de Minas, onde é repórter especial.

Amelinha Teles é  protagonista de uma história de vida de muita dor e luta. Teve sua trajetória profundamente marcada pelo período mais duro da história do nosso país, e fez dessa experiência sua militância até os dias de hoje.

Nascida na cidade de Contagem, Minas Gerais, no ano de 1944, seu pai, sindicalista e membro do Partido Comunista (PC), influenciou-a muito, e, ainda no colégio, começou a militar no movimento estudantil. Ex-presa política foi torturada nos porões da ditadura, e, desde então, nunca deixou de lutar para que essa página não seja arrancada de nossa história, e que os torturadores sejam identificados e punidos.

Sua luta, de sua família e amigos, rendeu uma vitória histórica para o nosso país. A família Teles entrou, em 2008, com uma ação contra o coronel reformado Carlos Alberto Brilhante Ustra, e conseguiu que, pela primeira vez na história brasileira, um militar fosse considerado torturador perante a Justiça.

Adriano Diogo é geólogo formado pela Universidade de São Paulo. Desempenhou papel importante no movimento estudantil paulista durante a ditadura militar na década de 1970. Foi eleito quatro vezes vereador da cidade de São Paulo e, em cada legislatura, deixou as marcas de seu trabalho. Assumiu a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente em 2003. Exerceu seu terceiro mandato de Deputado Estadual na Assembleia Legislativa. Participou ativamente da Comissão da Verdade de São Paulo.

Laura Capriglione é jornalista. Nasceu em São Paulo e cursou Física e Ciências Sociais na Universidade de São Paulo. Trabalhou como repórter especial do jornal Folha de S.Paulo entre 2004 e 2013. Dirigiu o Notícias Populares (SP), foi diretora de novos projetos na Editora Abril e trabalhou na revista Veja. Conquistou o Prêmio Esso de Reportagem 1994, com a matéria “Mulher, a grande mudança no Brasil”, em parceria com Dorrit Harazim e Laura Greenhalgh. Foi editora-executiva da revista até 2000. Atualmente está a frente do coletivo Jornalistas Livres.

Debate Cova 312

Horário: das 15h30 às 17h

Local: Mezanino da Livraria Cultura – Conjunto Nacional – Avenida Paulista, 2.073 – São Paulo – SP

Sessão de autógrafos Cova 312

Horário: das 18h às 22h

Local: Piso Teatro da Livraria Cultura

Convite_SP_Cova312 

 

jun 9, 2015
admin

Jornalista desvenda morte de guerrilheiro em Minas

METRO1-15__07-06-15

Fonte: O Dia 

jun 3, 2015
admin

Autor acerta ao mesclar realidade e ficção

materia-valor
Fonte: Valor Econômico 

Páginas:«123456789...55»

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER


NOSSOS CONTATOS

Geração Editorial
Rua João Pereira, 81
Lapa - São Paulo – SP
05074-070
Telefone: +55 (11) 3256-4444
geracaoeditorial@geracaoeditorial.com.br