Aquilae Titicans

aquilae_titicans

COMPRAR

Aquilae Titicans – O segredo de Avicena
Autor: Hélio Schwartsman
Categoria: Romance
Formato 14 X 21 cm
Páginas: 276
Peso: 300gr
ISBN: 857509033-X
Cód. barra: 9788575090336
R$ 39,00
Editora: Geração

Sinopse:

Este romance inesperado de um novo autor brasileiro cheio de humor e erudição traz a incrível história de uma expedição de brasileiros que atravessa o Irã, o Afeganistão e o Paquistão em busca de uma biblioteca perdida que reúne ³todos os saberes de todos os povos². Mas o insólito grupo não está só nessa busca. Rivais que também ficaram sabendo do ³segredo de Avicena² farão o que puderem para pôr as mãos em tesouros científicos e arqueológicos de valor incalculável, numa trama surpreendente que mistura filosofia, aventura, fanáticos do Taleban, russos e brasileiros com muito humor, sexo, espionagem e política.

_____________________________________

Um romance que mistura erudição e humor em pleno Afeganistão

“Aquilae Titicans” é um dos romances mais estranhos da literatura brasileira. Trata-se do livro de estreia de Hélio Schwartsman, um intelectual que esbanja erudição e, coisa rara em eruditos, bom humor. Hélio, formou-se em Filosofia na Universidade de São Paulo, aos 22 anos, e exerce atualmente a profissão de jornalista em um grande jornal – a Folha de S. Paulo – no qual escreve, editoriais diariamente.
Do que trata “Aquilae Titicans”, esta forma refinada, elegante, de traduzir para algo próximo do latim um título que em português soaria grosseiro, “A Bosta da Águia”, ainda que apoiado pelo esperto “O Segredo de Avicena”, seguido do quase oportunista “Uma aventura no Afeganistão”? Trata de uma expedição de brasileiros em busca de uma biblioteca perdida num lugar remoto entre o Irã, o Afeganistão e o Paquistão, por onde andou, no passado, o conquistador Alexandre, o Grande, e onde hoje se desenrolam os dramáticos acontecimentos provocados pelo terrorismo de, entre outros, Osama Bin Laden.
Hélio, profético – escreveu este livro em 1999, antes do atentado às torres gêmeas – tem uma imaginação delirante e uma crueldade mortal com seus personagens, invariavelmente estúpidos, esquisitos, absurdos -principalmente os brasileiros. Sim, porque a esta tropa de tupiniquins perdidos no Oriente juntam-se logo agentes russos, fanáticos do Taleban e outros tão esquisitos quanto.
Aquilae Titicans é um livro de aventuras, paródia dos mais tacanhos best-sellers, daqueles que geram adiantamentos milionários e filmes em seqüência. Mas enquanto narra a busca da tal biblioteca que reúne “todos os saberes de todos os povos”, assim como um fantástico segredo de Avicena, um dos maiores sábios da cultura árabe, Hélio mistura filosofia, ciência, aventura, busca de tesouros científicos e arqueológicos de valor incalculável, sexo – muito sexo, e sexo violento – fanatismo e espionagem política.
O resultado desta mistura explosiva e insólita, como não poderia deixar de ser, é puro espanto. O leitor letrado, exigente, com informação cultural profunda, conhecedor de Filosofia, Ciência, Geografia e História vai se deliciar com as centenas de citações. O leitor, digamos, não tão informado, mas amante da aventura clássica, vai pular de página para página sem conseguir parar. Hélio domina com rigor as técnicas de narrar.
Mas, atenção: mesmo o leitor exigente poderá hesitar, em algum momento, diante de uma importante questão: o que é sério e o que não passa de pura pândega neste livro?
Histriônico, exagerado, erudito, brincalhão, irônico, gozador como ninguém, Hélio Schwartsman, para os puristas, pode ter cometido uma espécie de sacrilégio neste seu romance de estréia: para os fanáticos do Taleban, trata-se de um autor a ser eliminado, porque herege. Para os críticos amantes da boa literatura, trata-se de um gozador que zomba do próprio fazer literário. Os leitores de espírito aberto vão se deliciar com o que sobra: um novo autor no qual é preciso prestar muita atenção. Ele carrega, coisa rara em estreantes, até excesso de qualidades; e esta editora tem o maior orgulho de ter sido escolhida para apresentá-lo ao Brasil e ao mundo. Que se cuidem os terroristas

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER


NOSSOS CONTATOS

Geração Editorial
Rua João Pereira, 81
Lapa - São Paulo – SP
05074-070
Telefone: +55 (11) 3256-4444
geracaoeditorial@geracaoeditorial.com.br